SBB na Conferência Budista da ONU para a comemoração do Vesak (ano 2550 na era Budista – ano 2006 na era cristã)

O Brasil será representado na conferência que ocorrerá de 26 a 29 de maio em Bangkok pelos membros da atual Diretoria da SBB.

A representação se dará pela comitiva composta pelos sócios-membros da atual Diretoria da Sociedade Budista do Brasil: Jorge Aloice Gomes e Gabriel Nunes Laera, respectivamente Presidente e Primeiro Secretário da SBB.

Além de apresentar a história da SBB, suas últimas realizações e seu papel no estabelecimento do Budismo Theravada no Brasil, sua delegação apresentará também o Projeto Rio Buddhavihara e seus objetivos em assegurar uma firme e duradoura sede para estabelecimento da Bhikkhu Sangha e do Budismo Theravada em solo brasileiro. Esta é a segunda vez que a Sociedade Budista do Brasil tem a honra de poder representar a comunidade budista brasileira nesta conferência.

A Sociedade do Brasil, sediada no Rio de Janeiro, teve como orientador espiritual Ven. Puhulwelle Vipassi Nayaka Thero, nascido no Sri Lanka e residente no Brasil desde 1990, até seu falecimento em Outubro de 2006. Atualmente, a Diretoria da Sociedade Budista do Brasil engaja-se na divulgação do Projeto Rio Buddhavihara, uma iniciativa de longo prazo que busca criar um lar firme e duradouro para os Ensinamentos Budistas e a sua prática em solo brasileiro, através do estabelecimento de um Centro de Estudo e Prática do Budismo sob orientação espiritual da Bhikkhu Sangha Theravada. Desta forma fortalecendo enormemente a presença do Dhamma no Brasil e na América do Sul como um todo.

O Projeto Rio Buddhavihara tem como objetivos específicos: i) Estabelecer um lar duradouro para representantes legítimos da Bhikkhu-Sangha, desta forma assegurando a preservação e transmissão dos Ensinamentos do Senhor Buda; ii) Construir e manter um marco da Cultura e Ensinamentos Budistas no Brasil, fortalecendo assim a Comunidade Budista Theravada Brasileira; e iii) Construir uma nova estrutura física dentro das configurações de um Vihara Budista, que atenda aos objetivos do projeto por muito tempo e para o benefício de muitos.

Seus membros têm a honra poder representar a Comunidade Budista Brasileira neste auspicioso evento, colaborando no diálogo e buscando dar início a projetos de parceria e cooperação visando a construção de uma Comunidade Budista Mundial unida e ativa na construção de um futuro de paz e tolerância religiosa, princípios básicos do ensinamento de Buddha, para com todas as crenças e seus seguidores.

Bhavattu Sabbe Mangalam!

Possam todos os seres serem felizes!